CONTADOR DE VISITAS AO BLOG

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

CORPO PERFEITO: SERÁ QUE TORNA A ALMA PERFEITA?


As vezes, ou melhor, raras vezes, quando assisto televisão, vejo aquelas mulheres se vangloriando por ter colocado mais 100ml de silicone nos seios, arrebitado mais o nariz, aumentado os lábios para deixá-los mais carnudos. Muitas vezes fico pensando: Será que vale a pena?

Confesso que também tem algumas coisas no meu corpo que não me agradam muito, mas daí a submeter-se a uma cirurgia, com riscos como qualquer outra cirurgia, só para aumentar a minha vaidade, ou para exibir-me, ou para ser chamada de “gostosa” pelos homens, já acho de mais.
Eu fico pasma com o que se transformou a imagem do corpo. Nascemos perfeitos, na maioria das vezes: dois olhos, um nariz, uma boca, duas pernas, dois braços, um cérebro novinho em folha, enfim, tudo o que precisamos para nos mantermos vivos e levarmos nossa vida do melhor jeito possível. Crescemos e, principalmente nós mulheres, começamos lá pela adolescência, observar que a fulana tem mais seio que a gente, a ciclana tem a cintura mais fina, já a outra fulana tem as orelhas menores...Começamos a nos olhar no espelho com desprezo, como se nosso corpo, que nada mais é do que a “casa” da nossa alma, não fosse o que necessitamos, ou o que merecemos. Muitas partem para anorexia, pois crêem que tem a obrigação de serem magras, e querem emagrecer cada vez mais e mais, até o ponto em que morrem e nem sequer perceberam que estavam doentes. Outras partem para bulimia, onde “jogam fora” todo alimento que ingerem para manter-se em forma. E outras, principalmente as mulheres famosas, apelam para cirurgia plástica. Muitas morrem na mesa de cirurgia, arriscando-se apenas pela vaidade.

Engraçado é que muitas quando engravidam ficam horrorizadas pensando que terão que passar pela dor do parto, ou apavoram-se com a idéia de uma cesariana, por ser uma cirurgia e deixar uma cicatriz. Ou se tem que operar o joelho, o coração, o estômago, para curar-se de alguma doença, ficam morrendo de medo. Mas quando se trata da vaidade, a cirurgia nem sequer as assusta, é como se fossem passar uma maquiagem apenas.

Eu não entendo por que isso. Nosso corpo é sagrado, nosso detalhes, como de repente nariz um pouco grande, são a herança de nossos pais. De repente tenho seios pequenos, mas e daí? Este é meu tipo físico! Quem disse que precisamos ser todas iguais (seios grandes, bumbum grande, loira, olhos azuis, bronzeada, cinturinha de 60 cm) para sermos mais MULHER?
Olho essas mulheres, elas parecem todas iguais, parece que saíram de uma fábrica que fez milhares e milhares de modelos iguais. Ficam rebolando de um lado para o outro querendo que os homens que estão em casa, ao lado de suas esposas “naturais” (não plastificadas), fiquem babando por elas, e a mulher sentindo-se rejeitada, inferior, e vendo-se obrigada a siliconar-se também. Isso alimenta a indústria da cirurgia plástica!
Só que a maioria esquece de cuidar do que está dentro: Seu espírito, sua alma!
Agem como se o corpo é que fosse eterno, esquecem que esta carcaça é apenas emprestada, e o que vai valer no final é quem fomos por dentro, e não nossa aparência física!

Não acho errado cuidar do corpo, não, muito pelo contrário, tudo que diz respeito a saúde acho fantástico: Alimentar-se de forma correta, fazer exercícios, não abusar do álcool... Só que muita gente se olha no espelho, vê uma gordurinha a mais na barriga, e ao invés de ir a academia, malhar um pouco, ou tomar menos refrigerante, prefere recorrer a sala de cirurgia, as vezes já pela décima vez! Isto é um absurdo.
Temos que cuidar do nosso corpo, para termos mai saúde, vivermos mais e melhor...Aproveitarmos enquanto estamos neste mundo.
Mas não modificarmos completamente o que somos, o que Deus escolheu para nós.
As rugas que aparecem com a idade são lindas: Mostram nossa experiência de vida, nossa sabedoria!

Seus seios são pequenos e você não está contente? Experimente amamentar um filho, para ver a grande utilidade desta parte do nosso corpo e ver como você dará mais valor aos seus seios!
Quer operar-se para tirar a cirurgia que ficou da sua cesariana? Está é a cicatriz mais linda que a mulher pode ter no corpo. Por aquela cicatriz nasceu seu filho, você deu a vida a alguém.
Pare e pense um pouco, aceite-se. A nossa aparência é o resultado de anos e anos de misturas raciais, étnicas...Desde o nosso bisavô italiano que casou-se com a bisavó alemã. Que por sua vez teve uma filha, sua avó, que casou-se com seu avó que era de origem africana, que teve um filho, seu pai, que casou-se com sua mãe de origem indígena e por fim nasceu você, do jeitinho que você é. Está é sua maior herança: SEUS TRAÇOS! Não modifique-os tentando tornar-se alguém que você não é.

Arriscar fazendo cirurgias pra que? Para chamar a atenção de homens que não te amam, que não te dão valor, ou ainda para causar inveja nas outras mulheres? Cresça!
A busca pelo corpo perfeito pode custar sua vida!
Lembre-se que somos muito mais do que apenas um corpo!
Seja você mesma. Quem te ama te amara sempre, do jeito que você é. Se você não tiver boas atitudes, nem o melhor e mais bonito corpo do mundo fará as pessoas gostarem de você!
Pode ter certeza: Olhar-se no espelho e aceitar-se como você é, com certeza é melhor do que qualquer elogio!

Nenhum comentário: